terça-feira, 15 de dezembro de 2009

This & That... (Parte 02)

Lembram de um post que fiz aqui em novembro com imagens do Oh Joe que faz uma ponte de um produto de moda com um de decoração com a mesma identidade?? Pois bem, achei lá mais algumas destas imagens muito bacanas e super na moda... 
 
 
 
 
 

segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

Sofá Morro...



Super criativo e interessante este sofá foi feito com restos de sofás antigos, pedaços de tecido e madeira de demolição. Com esse material, os criativos designers do deQuinta criaram o sofá Morro, inspirado nas favelas do Rio de Janeiro. Além de um design muito bacana ele representa ser muito confortável! Achei o máximo e não podemos esquecer que reaproveitar é o mais bacana!!! Quer saber mais sobre o Sofá Morro clique aqui!

domingo, 13 de dezembro de 2009

Se houvesse sonhos para vender, que sonhos compraria?

Você já pensou sobre isso? Então agora sonhar pode valer um mega presente de Natal! Achei fantástica a pergunta da promoção de Natal da Vitrine dos Sonhos da Irene Moreira junto com o blog Criatividade e Nostalgia da Viviam Pereira, duas queridíssimas do meu coração. 


 Se houvesse sonhos para vender, que sonhos compraria?
 

A pergunta me fez sonhar de verdade e acho que não escrevi  no comentário nem metade dos sonhos que eu compraria.


Meninas, corram para o Vitrine dos Sonhos porque o presente é imperdível! Clique aqui para participar!

sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

Comida de Feltro...












Para ver mais deste lindo trabalho clique aqui!

Um dia apredemos...




Depois de algum tempo você aprende a diferença, a sutil diferença entre dar a mão e acorrentar uma alma. E você aprende que amar não significa apoiar-se, e que companhia nem sempre significa segurança. E começa a aprender que beijos não são contratos e presentes não são promessas.

E começa a aceitar suas derrotas com a cabeça erguida e os olhos adiante, com a graça de uma criança, e não com a tristeza de um adulto. E aprende a construir todas as suas estradas no hoje, porque o terreno de amanhã é incerto demais para os planos, e o futuro tem o costume de cair em meio ao vão.


Depois de um tempo você aprende que o sol queima se você ficar exposto por muito tempo. E aprende que não importa o quanto você se importe, algumas pessoas simplesmente não se importam... e aceita que não importa quão boa seja uma pessoa, ela vai feri-lo de vez em quando e você precisa perdoá-la por isso.


Aprende que falar pode aliviar dores emocionais. Descobre que se levam anos para se construir confiança e apenas segundos para destruí-la, e que você pode fazer coisas em um instante, das quais se arrependerá pelo resto da vida.


Aprende que verdadeiras amizades continuam a crescer mesmo a longas distâncias. E o que importa não é o que você tem na vida, mas quem você tem na vida. E que bons amigos são a família que podemos escolher. Aprende que não temos que mudar de amigos se compreendemos que os amigos mudam, percebe que seu melhor amigo e você podem fazer qualquer coisa, ou nada, e terem bons momentos juntos.


Descobre que as pessoas com quem você mais se importa na vida são tomadas de você muito depressa, por isso sempre devemos deixar as pessoas que amamos com palavras amorosas, pode ser a última vez que as vemos.


Aprende que as circunstâncias e os ambientes têm influência sobre todos nós, mas nós somos responsáveis por nós mesmos.


Começa a aprender que não se deve comparar com os outros, mas com o melhor que se pode ser. Descobre que se leva muito tempo para se tornar a pessoa que se quer ser, e que o tempo é curto. Aprende que não importa onde já chegou, mas sim onde está indo. E se você não sabe para onde está indo, qualquer lugar serve.


Aprende que ou você controla seus atos ou eles o controlarão, e que ser flexível não significa ser fraco ou não Ter personalidade, pois não importa quão delicada e frágil seja uma situação, sempre existem dois lados.


Aprende que heróis são pessoas que fizeram o que era necessário fazer, enfrentando as conseqüencias.


Aprende que paciência requer muita prática.


Descobre que, algumas vezes, a pessoa que você espera que o chute quando você cai, é uma das poucas que o ajudam a levantar-se.


Aprende que maturidade tem mais a ver com os tipos de experiência que se teve e o que aprendeu com elas do que com quantos aniversários celebrou.


Aprende que nunca se deve dizer a uma criança que sonhos são bobagens, seria uma tragédia se ela acreditasse nisso.


Aprende que quando está com raiva tem o direito de estar com raiva, mas isso não te dá o direito de ser cruel. Aprende que nem sempre é suficiente ser perdoado por alguém, algumas vezes é preciso perdoar a si mesmo. Aprende ainda que com a mesma severidade com que se julga, você será em algum momento condenado.


Aprende que não importa em quantos pedaços seu coração foi partido, o mundo não pára para que você o conserte.


E finalmente, aprende que o tempo não é algo que se possa voltar atrás. Portanto, plante seu jardim e decore sua alma, ao invés de esperar que alguém lhe traga flores.


E você aprende que realmente pode suportar... que realmente é forte, e que pode ir muito mais longe depois de pensar que não pode mais. E que realmente a vida tem valor, e o que não tem valor diante da vida? Nossas dádivas são traidoras... E nos fazem perder o bem que poderíamos conquistar se não fosse o medo de tentar!


(William Shakespeare)

quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

Presente de Natal!



É com muita alegria que recebo este prêmio do Veja Blog. O Cabíveis e Incabíveis ficou entre os melhores blogs e fiquei muito contente. Dedico este prêmio maravilhoso a todas vocês que completam este espaço com seus comentários, posso dizer que este foi para mim um grande presente de natal pois o Cabíveis e Incabíveis é a pupila dos meus olhos, e me trás alegrias indescritíveis! Obrigada a todos pelo carinho... comentaristas, seguidores, rotineiros, esporádicos, não importa... este prêmio é para todos nós! 







Seleção dos Melhores Blogs/Sites do Brasil!

Parabéns pelo seu Blog!!!

Você está fazendo parte da maior e melhor
seleção de Blogs/Sites do País!!!
- Só Sites e Blogs Premiados -
Selecionado pela nossa equipe, você está agora entre
os melhores e mais prestigiados Blogs/Sites do Brasil!

O seu link encontra-se no item: Blog

http://www.vejablog.com.br/blog

- Os links encontram-se rigorosamente
em ordem alfabética -

Um forte abraço,
Dário Dutra

http://www.vejablog.com.br

Vivendo em: Romeu e Julieta!

Achei o máximo este "Vivendo em.." do Design Sponge sempre é bacana esse link dos produtos com os filmes mas este foi o que achei melhor até agora, não sei se é porque eu achei este filme muito bom, assisti ainda adolescentinha e sonheeei com meu Romeu! E quem não sonhou não é?














quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

Sorteio do Ma Folie...

Olá minhas amigas queridas, ando passando por aqui rapidinho todo dia, dou aquela pesquisadinha e organizo os posts e não dá tempo para mais nada. Ando completamente carente das leituras dos meus blogs preferidos, confesso que não sabia a importância que isso tem para mim, me sinto abastecida e muito informada. Não vejo a hora de meu micro ficar pronto e tudo voltar ao normal, aos dois posts diários! 


Hoje estou aqui para contar da promoção que a Guta está fazendo no site Ma Folie, ela está sorteando uma linda carteira customizada de presente de natal, eu fiquei completamente doida e já participei pois o trabalho dela me encantou desde o primeiro dia que vi, fiz até um post aqui com umas bolsinhas lindas e delicadas que ela faz.





Para participar é muito simples, apenas deixar um comentário no post da promoção com Nome e E-mail, e torcer os dedinhos!!!! Seria um presente e tanto de natal não é?


Beijinhos a todas e boa sorte para todas nós... 

Comida para Pets...

Achei simplesmente o máximo esses potinhos de comida para gatinhos e cachorrinhos. Super originais e que ajudam na decoração da casa, juro compraria um desses para a Bela de olhos fechados! Ela iria adorar! Encontrei no Oh Joe, para saber mais clique aqui!



segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

Amarelo em alta!

Segundo a revista Casa e Jardim, a qual é minha mega referência de leitura, o amarelo é tendência do verão. Diga-se de passagem e ele anda há algum tempo presente em muitos itens de decoração que vemos nos blogs amigos. Sofás amarelos, quadros amarelos, mesinhas restauradas amarelas. E como é uma cor muito alegre, intensa e cheia de vida dá um toque muito especial para qualquer ambiente, veja como realça nas imagens de ambientes abaixo!










Segundo a arquiteta da revista, para usar o amarelo na decoração da casa, no entanto, é importante ter alguns cuidados. “Se usado em excesso, o tom enjoa, é cansativo. Embora seja uma cor linda, não é fácil conviver por muito tempo com o amarelo”. Realmente, se observamos as imagens ele fica muito mais interessante em um detalhe (que ressalta) do que no ambiente todo, fica de bom gosto e vivo, e não cansativo! Olha um bom exemplo na imagem abaixo, é uma decoração escura com tons de vermelho e preto, o amarelo abriu o ambiente, deu luz! Ficou de muito bom gosto porém se retirássemos a mesinha amarela o ambiente ficaria mais escuro.



Monalisa feita com leite e café!

Esta é mais uma referência que recebi da querida amiga Raquel Milanesi e achei incrível, na verdade ela não me passou a fonte, se alguém souber pode dar um toque que acrescento aqui. Achei incrível o trabalho, foram utilizados 3.604 copos de leite com café em diferentes tonalidades para recriar a obra de arte. Sem dúvidas é incrível este trabalho!










quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

Almofadas modernas...

Lindas almofadas do Atelier Pompadour...





quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

De gênio e louco todo mundo tem um pouco...

Sou completamente apaixonada pelo escritor Augusto Cury, li vários livros que levaram as lágrimas, me fizeram descobrir algumas mazelas ocultas que habitavam minha alma e que nem mesmo eu conhecia. Ele sempre explora o mundo da nossa mente contando histórias engraçadas, romances, ou histórias reais e que no fundo nos fazem nos afinar completamente com os personagem e tirar bons ensinamentos disso. Sou frequentadora assídua do blog do Augusto Cury e o trabalho que ele desenvolve da Inteligência Multifocal a qual acho incrível. Já escrevi algumas vezes aqui sobre leituras do Augusto Cury!!


Hoje li o post com uma entrevista com o escritor falando do livro novo e da maneira como explora as histórias em seus livros e já fiquei entusiamadíssima para ler! Resolvi postar para vocês...



O novo livro de Cury é De Gênio e Louco Todo Mundo Tem um Pouco (Editora Planeta, 208 págs.). Pode-se dizer que seja uma autoajuda romanceada. Nessa história, o autor puxa dois personagens de outro romance seu, O Vendedor de Sonhos. É uma dupla pseudo-divertida, especialista em arrumar confusões e salvar vidas.

São dois ''loucos e gênios'' que, em comum, sofreram na infância com a perda dos pais e de todas as oportunidades na sociedade. Passaram a viver nas ruas. Têm tantas coisas em comum que, muitas vezes no enredo, podem deixar o leitor sem saber quem é quem.

É um livro que trata de problemas sociais, psicológicos sobretudo. Talvez seja essa a isca com a qual Cury fisga tantos leitores - uma gente real que sofre com o actual mundo de concorrências e diferenças, frustrações e desilusões, tudo no plural.

O texto não é nada elaborado; ao contrário, é simplório. Segundo o autor, foi escrito para crianças de 9 a 90 anos.

DIÁRIO - Seus livros de autoajuda foram bem-sucedidos e, então, o sr. rumou para o romance. Por quê?

AUGUSTO CURY- Escrevi mais de 20 livros sobre psicologia aplicada. Procurei democratizar o conhecimento científico para que leitores aprendessem a proteger sua emoção, a gerenciar seus pensamentos, a trabalhar perdas e frustrações, a desenvolver capacidade de empreender, pensar antes de reagir e correr riscos para materializar seus sonhos. Entretanto, senti a necessidade de escrever romances para que os leitores pudessem aprender de forma agradável e assimilar esses processos.

DIÁRIO - Acha que conseguiu?

CURY - Meu primeiro romance, O Futuro da Humanidade, causou grande impacto. Mais de um milhão de pessoas o leram e foram às lágrimas, porque entenderam que nas sociedades modernas estamos cada vez mais nos tornando números de identidade e de cartão de crédito em vez de seres humanos complexos e únicos. Desta forma, minha intenção ao escrever é levar as pessoas a navegar nas águas da emoção e principalmente auxiliá-las a encontrar ferramentas que as tornem autoras de sua própria história.

DIÁRIO - O sr. já tentou entender o segredo do êxito de seus livros no mercado? São as histórias, o texto fácil...?

CURY - Durante mais de 20 anos, tive o privilégio de desenvolver uma das poucas teorias mundiais que estuda o processo de formação de pensamentos. Meus livros divulgam essa teoria. Preferi usar uma linguagem acessível para que o maior número de pessoas tenha condição de entender o teatro da mente humana e de usar as ferramentas para expandir o pensamento crítico e desenvolver a arte da observação, da dedução e da interiorização.

DIÁRIO - Foi assim desde o começo?

CURY - Isso aconteceu depois que escrevi o livro Inteligência Multifocal, de linguagem fechada. Muitas pessoas têm dificuldade de lê-lo, então após ver que poucas pessoas estavam usando minha teoria em trabalhos de mestrado e doutorado, percebi que estava distante da sociedade em geral. Então, procurei democratizar o conhecimento. Muitas pessoas ainda usam os livros em pós-graduações, em especial em educação multifocal. Milhões de outras pessoas, de 50 países, estão lendo os livros e aplicando a teoria em suas vidas. Acredito que essas pessoas estão conseguindo de uma maneira prática mudar sua trajetória de vida e reescrever os capítulos mais importantes de suas histórias.

DIÁRIO - Por conta das grandes vendagens, o sr. já ouviu comparações com Paulo Coelho?

CURY - Já aconteceram, sim, algumas comparações. Conheço pouco o trabalho de Paulo Coelho, mas o respeito como um autor extremamente lido. Mas nossos trabalhos são muito diferentes. Meus livros falam sobre psicologia e outras ciências humanas, não entro na esfera do misticismo, do sobrenatural.

DIÁRIO - Quais são seus autores preferidos na literatura? E os livros mais significativos na sua opinião?

CURY - Gosto muito de Machado de Assis, da forma como ele escreve e se expressa, além de gostar muito de ler e estudar os filósofos gregos. Desta forma, não posso definir quais os livros mais significativos porque, para mim, são muitos.

DIÁRIO - As personagens de suas histórias são baseadas em pessoas reais ou são tipos definidos pela psiquiatria?

CURY - Minhas personagens são fruto de muitos anos tendo experiências em consultório com meus pacientes. Também expressam muito do que sou, mas principalmente muito do que eu gostaria de ser.

DIÁRIO - Vivemos hoje em uma sociedade louca?

CURY - No livro O Vendedor de Sonhos, descrevo que as sociedades modernas se converteram em um manicômio global, um grande hospital psiquiátrico, onde o normal é ser irritadiço, sofrer por antecipação, ter emoção flutuante e reações explosivas diante de pequenas contrariedades. Ser normal é necessitar de grandes estímulos, como roupas de grife, festas e aplausos sociais, para ter migalhas de prazer. Essa é a situação normal do homo sapiens moderno, portanto doentia. O homem anormal abraça as árvores, conversa com as flores, faz das pequenas coisas um espetáculo aos olhos. Ele fala dos fracassos aos filhos e amigos para que eles aprendam a entender que ninguém é digno do pódio sem usar-se do fracasso para alcançá-lo. Nesse sentido, os anormais são minoria e são privilegiados, pois fazem da sua história um espetáculo único e imperdível, valorizam aquilo que o dinheiro não compra e somente desta forma é que poderemos encontrar maneiras de ser genuinamente felizes e realizados.

DIÁRIO - Por que hoje em dia crescem os casos de depressão?

CURY - Bom, os sintomas da depressão hoje são muitos e em alguns casos bem diferentes. Em De Gênio e Louco..., falo bastante de alguns sintomas de depressão, estresse, ansiedade. Um deles é o fato de que as pessoas estão deprimidas igualmente pelo ambiente tenso e ansioso em que vivem, trabalham e convivem, onde não se sentem produtivos, construtivos, criativos e contemplativos. Entretanto este é apenas um exemplo, existem muitos outros fatores que fazem aumentar os casos de depressão.

DIÁRIO - Hoje, o sr. se dedica apenas aos livros?

CURY - O que me fez decidir ser um escritor foi em primeiro lugar a paixão que tenho pela vida e pelo mundo das ideias. Em segundo lugar, foi uma crise depressiva que tive quando estudava na faculdade de Medicina, daí comecei a escrever. Para muitos, a dor emocional os destrói; para outros, ela os constrói. Usei minha dor para me construir. Minha crise se tornou um excelente passaporte para que viajasse para dentro de mim e começasse a estudar o funcionamento da mente. Fiquei fascinado em penetrar em meu psiquismo e estudar as causas que financiavam minha angústia. Desta forma, escrever para mim é hoje essencial para que eu possa exteriorizar meus sentimentos. Entretanto, no tempo vago amo ficar com minha esposa e filhas e apreciar junto com elas a natureza. Gosto muito da vida no campo e de cuidar também dos animais e plantas.

terça-feira, 1 de dezembro de 2009

Design em chinelos...

Recebi a dica de uma amiga muito querida, a Raquel uma publicitária de muito estilo, que me indicou um blog muito bacana chamado Amenidades do Design


Achei estes chinelos incríveis, além de possuírem um design muito interessante ainda massageiam a sola dos pés e seu desenho permite o uso em pisos úmidos sem riscos de quedas, foram desenvolvidos para um SPA!!!










Related Posts with Thumbnails
BlogBlogs.Com.Br